Nova Polêmica: Tese de Doutorado de Mercadante Baseia-se em Livro Já Publicado, diz "Época "




   Min. Aloizio Mercadante : polêmica acerca do doutorado


RIO - A revista "Época" desta semana publicou uma reportagem sobre como o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, obteve o título de doutor em ciências econômicas pela Universidade de Campinas (Unicamp). A tese de 537 páginas, defendida em dezembro de 2010, chama-se "As bases do Novo Desenvolvimento no Brasil: análise do governo Lula (2003-2010)" e foi baseada no livro do próprio ministro "Brasil: a construção retomada". De acordo com a revista, isso contraria o regimento da universidade, que pede trabalhos originais". Para Mercadante, porém, a tese é uma "versão muito mais densa e ousada".
Em resposta enviada à revista, a Unicamp não viu problemas no trabalho do petista: "Os exemplares das versões completas de dissertação ou tese entregues para readmissão dos candidatos nos seus Programas de Pós-Graduação podem sofrer aprimoramentos resultantes da interação do doutorando com seu orientador e também como resultado das sugestões apresentadas pelos membros da Banca de Qualificação. O exemplar apresentado e avaliado no momento da defesa de tese não necessariamente é idêntico à versão submetida junto ao pedido de readmissão do candidato."
A reportagem acompanhou todo o processo de defesa do trabalho na universidade. Alguns componentes da banca fizeram críticas à centralidade do tema exposto. A aprovação, entretanto, foi anunciada em um ambiente de exaltação, com 'louvor e distinção', como anuncia o título da reportagem.
A banca era formada pelos professores doutores Delfim Netto, Luiz Carlos Bresser Pereira, Ricardo Abramovay e João Manuel Cardoso de Mello.
O sociólogo Mariano Laplane, orientador de Mercadante, foi um dos principais responsáveis pela volta do hoje ministro da Educação à Unicamp, como aluno de pós-graduação. Mercadante estava afastado da universidade há 12 anos, quando, foi eleito para o segundo mandato de deputado federal e, segundo a revista, "abandonara um doutorado iniciado em 1995, sob a orientação da professora Maria da Conceição Tavares".
No dia 20 de julho de 2011, Mercadante, já doutor e ministro da Ciência e Tecnologia, empossou o orientador de sua tese, Mariano Laplane, na presidência do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), um órgão do ministério.


Fonte: br.noticias.yahoo.com
Foto de panoramabrasil.com.br
extraído em 04.03.2012

Comentários