Janot pede a Gilmar Mendes que Aécio Neves e mais três sejam ouvidos sobre Furnas

Quarta Feira, 01 de Março de 2017


Janot pede a Gilmar Mendes que Aécio Neves e mais três sejam ouvidos sobre Furnas
Foto: Reprodução / Polêmica Paraíba
Diante da existência de um suposto esquema de corrupção em Furnas, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que sejam tomados os depoimentos de Aécio Neves (PSDB), do ex-ministro José Dirceu, do ex-senador Delcídio Amaral (PT-MS) e do ex-secretário-geral do PT, Silvio Pereira.
 
Segundo informações do Estado de S. Paulo, Janot ainda pede que os relatórios da Controladoria Geral da União (CGU) e do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o "mensalão de Furnas" sejam acrescentados à investigação. Se o pedido for aceito, essa será a primeira vez que Aécio, que foi citado na delação de Delcídio, vai depor sobre Furnas. A suspeita é de que o líder do PSDB teria se beneficiado do esquema na estatal de energia. Para apurar a versão apresentada pelo delator e lobista Fernando Horneaux de Moura, Janot também requer que a apuração seja prorrogada por mais 60 dias.

 De acordo com Moura, ele foi informado por Dirceu, em 2003, de que Aécio pediu a Lula para que o então diretor de Engenharia de Furnas, Dimas Toledo, fosse mantido no cargo. Quando foi dar a notícia a Toledo, suspeito de operar o esquema, Moura conta que foi avisado por ele que haveria uma divisão de propina. Segundo o delator, a propina seria dividida em um terço para o PT nacional, um terço para o PT de São Paulo e um terço para Aécio. 

"Na presente hipótese, os elementos informativos já reunidos nos autos apontam para a verossimilhança dos fatos trazidos pelos colaboradores e denotam a necessidade de aprofundamento das investigações, notadamente quanto o envolvimento de Dimas Fabiano Toledo no evento criminoso e a sua relação com o senador Aécio Neves", pontua Janot no documento. Ainda segundo a publicação, Moura acompanhou as discussões com o então ministro e Pereira sobre o loteamento de cargos do governo federal, como as diretorias das estatais.






fonte: Bahia Notícias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comidas Típicas do Piauí

Artigo: O Endosso-Mandato e o Endosso-Translativo

Artigo: Voz de Prisão: Quem pode e quando se pode dar ...